Como manter a saúde mental no ambiente de trabalho?


A maioria de nós passa o maior tempo das vidas no trabalho, é no trabalho onde ganhamos nosso sustento e construímos amizades.

Ter um ambiente de trabalho harmonioso e leve é muito importante para nossa saúde mental e para melhorar nossa qualidade de vida em todos os aspectos.


Todos nós passamos por períodos em que nos sentimos mais pressionados pela vida, algumas vezes isto está relacionado ao trabalho como por exemplo viagens excessivas, metas difíceis de serem batidas, prazos apertados etc. Outras vezes são questões pessoais como saúde, relacionamentos e outras circunstâncias que a vida nos apresenta.

Segundo uma pesquisa realizada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) os transtornos depressivos e de ansiedade custam 1 trilhão de dólares à economia global a cada ano em decorrência da perda de produtividade.


Saúde Mental.


Saúde mental diz respeito à forma como pensamos e sentimos, e nossa capacidade de lidar com os altos e baixos.

Quando gozamos de boa saúde mental sentimos um maior senso de propósito de vida, mais energia para fazermos as coisas que devemos ou queremos fazer, e nos sentimos mais preparados para enfrentar os desafios que a vida nos impõe.

Quando pensamos sobre saúde física logo pensamos nas academias para manter a forma e melhorar a saúde em geral, ou em médicos para receber atendimento apropriado e cuidar de qualquer problema o mais cedo possível, com a saúde mental não é diferente.

Quando conseguimos manter uma boa saúde mental, somos aptos a:


· Explorar o máximo de nosso potencial.

· Lidar com os obstáculos da vida.

· Viver em plenitude nossos relacionamentos pessoais e conviver melhor em sociedade.


Nossa saúde mental não se mantém sempre a mesma, ela tem flutuações que variam de acordo com as circunstâncias da vida, conforme passamos por diferentes estágios.

Sofrimento é uma palavra que usamos para descrever os momentos em que a pessoa não está aguentando por algum motivo lidar com uma situação.

Quando estamos sofrendo precisamos de acolhimento humano e quanto mais rápido reconhecemos que algo não está certo, mais rápido podemos conseguir a ajuda necessária.


Como reconhecer um problema de saúde mental?


Quando enfrentamos grandes desafios na carreira, no convívio familiar ou na vida em geral, existe uma grande possibilidade de isto influenciar em nossa saúde mental.

Problemas de saúde mental podem se apresentar de diversas maneiras e com sintomas distintos, por isso temos que ficar atentos aos sinais de que algo não está certo e buscar ajuda ao perceber dificuldades em lidar com sentimentos que:


· Estejam impedindo que você siga adiante.

· Impactem negativamente as pessoas do seu convívio.

· Afetem seu humor ao longo de várias semanas.

· E até mesmo pensamentos suicidas.


Nós percebemos um cansaço maior que o usual, cometemos erros os quais normalmente não cometeríamos, sentimos uma dificuldade maior de nos mantermos motivados, perdemos a noção de tempo e perdemos a paciência com facilidade.

Podemos aparentar ou nos sentirmos esgotados e começamos a nos isolar evitando os colegas, nos distraímos com facilidade e procrastinamos mais ou travamos completamente, sem saber para onde ir ou como começar.

As vezes pode ocorrer o oposto, ficamos acelerados e caóticos, assumindo mais funções do que podemos gerenciar.

Estes sinais podem ser difíceis de reconhecermos em nós mesmos e termos colegas por perto, pode ajudar a identificar estes sintomas como um alerta à saúde mental.

Quando estes sinais progridem, fica mais evidente e mais fácil identificar alterações no estado geral da saúde mental, principalmente em colegas de trabalho.


Cuidando da saúde mental no trabalho.


Podemos seguir alguns passos para cuidar da nossa saúde mental e construir resiliência, que é a capacidade de suportar as adversidades. O autocuidado é uma habilidade que requer prática e não é fácil, especialmente se nos sentimos ansiosos, deprimidos e com baixa autoestima.

Vamos pontuar algumas práticas que ajudam a melhorar a saúde mental como um todo, estas práticas podem ser encaradas como metas e desafios a serem superados.

Você pode encarar alguns deles com extrema dificuldade, outros com mais facilidade, mas o importante é começar.


1 – Aceite quem você é.

É muito mais saudável aceitarmos quem realmente somos do que ficarmos nos comparando com os outros e sofrermos por não termos essa ou aquela atitude.

Nos sentirmos bem com nós mesmos aumenta a nossa autoconfiança e ajuda a aprendermos novas habilidades.

Visitar novos lugares, fazer novas amizades e mantermos uma boa autoestima ajuda muito a suportar novos desafios e situações adversas.

Esteja orgulhoso de você mesmo, reconheça seus talentos e habilidades e aceite as coisas as quais você não tem tanta aptidão, não como uma derrota, mas como um ponto a ser trabalhado e desenvolvido, respeitando é claro as suas limitações.

A autoaceitação pode ser pode ser muito difícil quando enfrentamos problemas de saúde mental, mas é um processo fundamental a ser trabalhado.

Mindfulness é a prática da atenção plena, de estar presente no momento de maneira consciente.

É uma forma de meditação que envolve uma atenção deliberada ao que está acontecendo, enquanto está acontecendo. A prática do mindfulness ajuda a nos mantermos presentes com nós mesmos, com o trabalho ou com nossa família e nos ajuda a nos sentirmos mais conectados.


2 – Fale sobre os seus sentimentos.

Falar sobre nossos sentimentos ajuda a manter a saúde mental e a lidarmos com momentos difíceis.

Falar sobre nossas dificuldades não deve ser encarado como um sinal de fraqueza, faz parte de um processo de nos apossarmos da nossa saúde e bem-estar mental, e de fazermos o que está ao nosso alcance para continuar melhorando.


Pode ser muito desafiador e difícil falarmos sobre nossos sentimentos e aflições no ambiente de trabalho.


É preciso identificar alguém no trabalho com quem nos sentimos a vontade para falar sobre os sentimentos, o que pode ser um grande suporte.

Mas é preciso primeiro entender quais são as coisas as quais estamos preparados para compartilhar e se o interlocutor se sentira confortável com o que vamos dizer. Temos também que escolher um momento e local adequado para essa conversa.

Se não identificamos no trabalho alguém com quem nos sentimos a vontade para conversar sobre estes sentimentos, é importante encontrar alguém para conversar sobre as pressões do trabalho, pode ser um amigo ou um familiar.


3 – Mantenha-se ativo.

Exercícios físicos regulares podem ajudar a melhorar a autoestima, ajudar na concentração, regular o sono e melhorar a aparência física e a percepção de saúde.


Praticar exercícios físicos não significa ir para a academia ou praticar esportes apenas. Especialistas indicam a prática de exercícios físicos por 30 minutos diários, ao menos 5 dias na semana. Tente praticar atividades que te dão prazer e que façam parte do seu dia a dia.


4 – Se alimente com qualidade.

O que comemos afeta como nos sentimos imediatamente e a longo prazo. É fundamental escolhermos uma dieta que seja física e mentalmente saudável.

Pode ser desafiador mantermos uma dieta saudável na correria do dia a dia, principalmente quando trabalhamos no escritório. Uma alimentação regular e hidratação constante é o ideal.

Tente planejar intervalos para se alimentar, trazer uma dieta balanceada de casa ou escolher locais com opções de alimentação saudável são boas alternativas.

Outro ponto importante e tentar sair do seu posto de trabalho para se alimentar, reserve o horário da alimentação como um compromisso importante, o que realmente é.


5 – Mantenha conexões.

Os relacionamentos são a chave para a saúde mental. Mantermos um círculo de pessoas dispostas a dividir e dar suporte mútuo é fundamental para a saúde mental.

Nem sempre temos como escolher com quem trabalhamos e quando não nos damos bem com colegas, gestores ou clientes, isso pode gerar uma tensão.

Administrar a política social pode ser desafiador quando o emocional já está abalado, encontrar uma mentoria ou formar um grupo no trabalho com colegas de confiança para conversar sobre estes relacionamentos pode ser muito bom.

Devemos nos assegurar de manter nossas amizades e laços familiares, mesmo se a rotina de trabalho estiver intensa. O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é muito importante, além disso, especialistas apontam que a solidão pode ser tão prejudicial à saúde quanto a obesidade.


6 – Peça ajuda.

Ninguém é uma ilha, todos nós ficamos esgotados e sobrecarregados com nossos sentimentos, principalmente quando a vida não está saindo como o planejado.

Algumas empresas mantem um programa de apoio psicológico, mas se este não é o seu caso, procure alguém de confiança dentro ou fora do ambiente de trabalho, e peça ajuda também de um profissional.


O cuidado com a saúde mental começa de dentro, nós somos a principal ferramenta de mudança da qual dispomos para começar este processo de mudança para uma vida com mais qualidade, saúde e felicidade.


12 visualizações0 comentário